FICOU BARATO A IRRESPONSABILIDADE.

Justiça condena a prestação de serviços comunitários, uma pessoa que usa um diploma falso e é reponsável por várias vidas.Sim! Muito duro, essa pena.
A Justiça Federal de Goiânia condenou o médico responsável pela morte de Elaine Paula de Sousa logo após tomar anestesia em uma cirurgia de lipoaspiração, pelo uso de diploma falso de cirurgião plástico. A pena estabalecida foi de três anos e seis meses de reclusão, convertida em multa e prestação de serviços comunitários em uma instituição filantrópica de Goiás.
A vítima morreu em dezembro do ano passado, em Palmeiras de Goiás (GO). O médico em questão é boliviano, especializado em ortopedia e dono de uma maternidade. Ele ainda será julgado por outras três mortes em Goiânia.



Fonte:Momento da Verdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário